10 de janeiro de 2011

Educação, obrigado!



Nas últimas eleições vimos muitos candidatos se digladiando. Um era bom, o outro não prestava, naquela luta campestre pelo seu voto.
Mas, infelizmente, alguns temas importantes foram deixados em segundo plano. A educação por exemplo, foi pouco citada em debates e propagandas eleitorais.
É notório que temos problemas, como o baixo salário e a falta de segurança para com os professores e outros profissionais ligados à área.
Além disso, este sistema de progressão continuada - Procedimento utilizado pela escola que permite ao aluno avanços sucessivos e sem interrupções, nas séries, ciclos ou fases - nunca me convenceu.
Agora, a partir de 2011 este sistema deve mudar.
Segundo o novo Secretário de Educação do Governo de São Paulo, Herman Voorwald, alguma alterações devem ser feitas. Atualmente, o aluno só pode ser reprovado no 5º e no 9º ano do ensino fundamental.
Alguns rumores, ventilados na imprensa, dão conta de que o novo modelo adotado aumentaria de duas para três - 3º, 6º e 9º - o número de séries que podem ser repetidas.
Mesmo ainda não sendo confirmada pelo secretário, esta notícia é um sinal de que os responsáveis pela educação não estão satisfeitos com o andar da carruagem.
Penso que este é só um pequeno passo. Muitas atitudes podem e devem ser tomadas, pois um país educado e socializado é também um país mais desenvolvido.
E, como adoram dizer por aí, as crianças são o futuro do Brasil. Então, que pelo menos possamos preparar e dar condições para que estes futuros homens saibam brincar direito com o brinquedo chamado Brasil.
Bom dia e boa semana a todos!

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.