21 de junho de 2010

Rugby; esporte popular no mundo todo dá seus primeiros passos em Jacareí

Um esporte surgido na Inglaterra, trazido para o Brasil por Charles Miller, que tem como objetivo levar a bola debaixo do braço, chutada, lançada ou por qualquer outro meio permitido, até às traves do campo adversário, marcando um gol.
Se você pensa que estamos falando de futebol e ele mudou as regras, está enganado.
O esporte em questão é o rugby, popular no mundo todo, mas pouco difundido no Brasil.
Apesar de ter sido trazido ao país pelo criador do futebol, a única semelhança entre os dois esportes é o objetivo de fazer gols.
Só que os meios para que isso aconteça são bem diferentes. No rugby, a equipe ataca o adversário com pescoções, sopapos, cascudos e, acima de tudo, violentos agarrões -uma técnica comum do rugby é aquela na qual os jogadores vão se atirando uns sobre os outros, fazendo uma montanha humana, que tem por objetivo soterrar o adversário que está com a bola.
Apesar de lances ríspidos, o rugby não é considerado um esporte violento.
O espírito do jogo é uma doutrina para seus praticantes. Prega-se que o esporte é praticado por um grupo de trinta pessoas, que somente no momento do jogo divide-se em dois grupos de quinze. Portanto, fora do campo, não há lugar para rivalidades e atitudes antiesportivas. Prova disso é que após as partidas, os jogadores, tradicionalmente, reúnem-se no chamado “terceiro tempo” em que, com muita cerveja e alegria, cantam socializam e comentam os principais lances da partida.
Associação- Em Jacareí, foi fundada, no começo deste ano, a Associação Esportiva Jacareí Rugby, com o intuito de difundir o esporte na cidade.
Edis Alves Junior, técnico da equipe jacareiense e presidente da associação, afirmou que a AEJR tem como objetivo, além da popularização do rugby na cidade, conseguir apoio de empresas privadas, para ajudar na compra de materiais esportivos adequados, dando condições aos atletas de praticarem o esporte com segurança.
Junior informou que a AEJR conta hoje com cinqüenta sócios, basicamente formados por atletas e familiares, que pagam uma mensalidade de R$ 10, toda revertida paraopagamento da inscrição do time no Campeonato Paulista da categoria menores de 19 anos.
Além de selecionar novos jogadores, a Associação Esportiva Jacareí Rugby também está recrutando estagiários de Educação Física.
Os treinamentos acontecem toda terça e quinta, das 14h30às 16h00, no campo do Santa Maria. Os interessados, atletas e estagiários, devem procurar o treinador Edis no telefone: (12) 9785-1456.

Estudantes de Jacareí já podem se inscrever para o Prouni

Os estudantes de Jacareí já podem se inscrever no Prouni (Programa Universidade para Todos). O MEC (Ministério da Educação) abriu ontem as inscrições e os interessados em concorrer a bolsas de estudo em uma instituição de ensino superior particular tem até 09 de junho para preencher a ficha, que já está disponível no site do projeto.
No primeiro semestre deste ano, 34% das bolsas não foram utilizadas e, por isso, o governo fez algumas alterações com o intuito de aumentar esse número: ampliação de cinco para sete o número de cursos que um candidato pode escolher na hora da inscrição e, também, o envio ao Congresso Nacional de um projeto que altera de 25% para 50% o percentual da mensalidade que pode ser pago com o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), no caso de quem conseguir a bolsa parcial do Prouni.
Paulo Rogério Muniz , desempregado, fez ontem sua inscrição pela terceira vez no programa. “Desde que começou estou tentando. No primeiro ano consegui, mas perdi o prazo de inscrição, no segundo, minha nota no Enem foi insuficiente, mas esse ano espero obter êxito, disse o estudante que pretende cursar a faculdade de medicina mas, com os altos custos, depende de uma resposta positiva do Prouni.
Para participar da seleção é necessário ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no ano passado, obtendo média igual ou superior a 45 pontos. É essencial também ter renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio.
O site do programa é www.mec.gov.br/prouni e o resultado deve ser divulgado pelo MEC, no dia 14 de junho.

Dia dos Namorados: jacareienses preservam a data com muito romantismo.

Mesmo vivendo numa época ode todas as coisas, inclusive o amor, são passageiras, alguns casais de Jacareí ainda procuram manter acesa a "chama" da paixão.
E no Dia dos Namorados, a reportagem do Diário de Jacareí foi conhecer alguns que fazem deste dia, não meramente uma data comercial para se trocar presentes, mas sim um momento especial de valorização à pessoa amada e mostrar que carinho, fidelidade e respeito ainda não estão no auge da moda.
Enquanto a maioria dos jovens e até mesmo adultos só pensam em "ficar" Marina e Flávio buscavam algo mais sério. Ela, cirurgiã dentista, preferia ficar sozinha a recorreos aos casos passageiros. E numa das suas saídas com uma prima, conheceu Flávio Carloto, gerente comercial. "Estava em um barzinho quando ele passou com um amigo. Nem reparei, mas minnha prima mexeu com o amigo dele".
Marina conta que desse encontro inesperado nasceu um namoro de três anos e Flávio afirma ser uma pessoa de sorte, pois não acredita em romances nascidos em balada.
Os dois ainda não sabem o que vão fazer hoje, mas pretendem ficar juntos e curtir esse momento. "Já comprei o presente dele, mas só vou entregar à noite, é surpresa", disse Marina, sem esconder o brilho nos olhos de quem está apaixonada.
INTERNET- Um dos meios mais utilizados para quem quer arrumar um compromisso é a internet. E foi através dela que Dorotéia, 44 anos, e Ângelo, 53, se conheceram.
Os dois eram separados de seus respectivos companheiros e usavam os recursos do computador para se distrair. Até que um dia, Ângelo, que morava em Jaraguá do Sul, aproveitou um programa virtual de busca de pessoas para encontrar Dorotéia. "Eu morei em Jacareí na década de 70, conhecia a Téia de vista, foi uma boa surpresa reencontrá-la na internet". Já ela, desconfiada, demorou para aceitá-lo como amigo "virtual". Com o passar do tempo, os dois foram descobrindo que a cumplicidade e os objetivos de vida eram mais do que um sinal de amizade. Começaram a trocar correspondências e até mesmo sentir saudades quando não se falavam através do computador.
Foi aí que nasceu a idéia de se conhecerem pessoalmente. Dorotéia a príncipio ficou assustada, e Ângelo precisou usar de vários artifícios para convencê-la. "Joguei limpo com ela, procurei passar confiança e ela aceitou". Três meses após a primeira conversa, ele desembarcou em Jacareí novamente, desta vez para encontrar o amor da sua vida.
Hoje o casal, que está junto há dois anos, trabalha com artesanato e Dorotéia se diz muito feliz. "Além de estar perto dos meus filhos, tenho um companheiro que me acrescenta muito na vida.
Os dois gostam muito do Dia dos Namorados e pretendem passá-lo juntos. "Essa data deve servir para a renovação do amor, da felicidade e da convivência; é muito importante", afirmou Ângelo, que não quis revelar o presente que dará a sua amada. "O presente é segredo de ambas as partes; se eu falar, estraga a surpresa".