25 de outubro de 2007

Quem sou eu?

De tanto ler a pergunta quem sou eu..do nosso querido e injustiçado orkut ..resolvi falar quem sou eu....como eu acho que nós não somos..e sim estamos..vou falar quem estou eu..

Alguém cansado de futilidade, cansado de quem valoriza COISAS, cansado de quem vive de status, cansado de quem não acrescenta nada, cansado de gente sangue-suga...cansado da mediocridade de alguns, da soberba de outros...esse sou eu..cheio de defeitos, e com algumas qualidades, invisíveis a todas essas pessoas citadas acima..se você não é nenhuma dessas, seja bem vindo à minha vida..mas se for, muito obrigado..PREFIRO UMA SOLIDÃO SINCERA A 1000 COMPANHIAS FALSAS

Não se assustem, não sou nenhum cara amargo..negativista..e sim muito realista..
beijo a todos e comentem..falem quem são(estão) voces também

12 de outubro de 2007

Mãos ao alto!! e não reclamem

Nesta semana, o assunto mais comentado no meio jornalístico, foi o assalto seguido do artigo, publicado pelo apresentador Luciano Hulk sobre o ocorrido.
Segundo números divulgados pelo jornal Folha de São Paulo, metade dos leitores concordava e outra metade discordava, criticava, e por fim, repudiava a situação viviva pelo apresentador. Eu disse metade!!! me assusta muito o fato de que cinco, em dez pessoas são contra alguem reclamar de ser assaltado. Muitos falaram: "Ele é rico, não tem problema", ou "Bem vindo ao mundo real, caro apresenteador".
E mais uma vez questiono: O fato de alguém ser rico, seja por méritos, herança e etc, permite que ele seja uma vítima cosntante de bandidos sem poder reclamar? sem poder ao menos discutir uma solução que amenize esse problema tão "comum" e corriqueiro?

Minha opinião:
Não podemos nos acomodar, só reclamar quando alguém é assassinado brutalmente. Temos sim, que nos revoltar com qualquer ato de violência, e procurar uma solução amenizadora. Acredito que a solução desse problema só viria com uma reeducação. Mas isso está muityo distante. Então uma punição mais severa, o cumprimento de leis, já seria um bom começo.
É isso. Quero saber sua opinião. Reclamemos? Acomodaremos??o que faremos?