8 de agosto de 2007

porque erramos?




Porque erramos?
Às vezes erramos querendo acertar
Às vezes erramos propositalmente
Às vezes erramos e achamos que não erramos
Às vezes não erramos e acham que erramos

O fato é que todos nós erramos. Erros pequenos, alguns grandes. Mas poucos são aqueles que tentam reagir ao erro.
As grandes pessoas erram. Os guerreiros também erram... e muito.. mas o que diferenciam as grandes pessoas da maioria, é que os grandes se arrependem do erro. Buscam saber aonde erraram, procuram a solução. Muitas vezes não encontram, mas nunca se acomodam diante de um erro, porque sabe que a grande e verdadeira vitória vem sempre após uma derrota. O grande e verdadeiro acerto sempre chega após um dolorido, porém combatido erro.
Eu erro, mas estou em busca da minha grande vitória. E você ?

12 comentários:

Caroline Alves disse...

Depois de um texto desse comentar é até difícil...rs
Errar com certeza é mais fácil que acertar. Por conta disso, aprendemos muito mais com os nossos erros. Pensando por outro lado, o lado mais positivo da "coisa", errar é bom. faz com que a gente cresça e não cometa mais as mesmas besteiras. Pelo menos teóricamente né!?rsrs

Gostei muito do seu texto....beijinhos

Bruna Rangel disse...

Comentar esse texto e muito dificil e ate mesmo eu posso estar errando em falar dele...Mas nós meros mortais erramos e nem percebemos, ñ temos coragem de assumir algo que fizemos...Erramos porque somos humanos, mas dizem errar e humano mais persistir no erro e burrice....
Perfeito esse texto!!!!!bjsss

Ana disse...

Errar é característica especialmente humana. Somos nós que, além de simplesmente estarmos vivos, pensamos, arriscamos, confundimos, duvidamos, tememos, damos passos em falso e, por isso, erramos. Este é o por quê. Erramos pois estamos sempre em movimento e porque, embora querendo acertar, sabemos no íntimo que uma vida certa e perfeita não é vida. É preciso também tristeza, arrependimento, dor de cabeça, dúvida, angústia para nos acordar, nos deixar espertos e com percepção aguçada, senão não vale. Isso é privilégio nosso.
Dá pano prá manga o post, espero ter contribuído. Abração!

Carolina disse...

É Nicolas! Estou achando que este texto tem a ver com o momento que você está passando. E de certo modo, senti que é um indireta direta para algumas pessoas (eu por exemplo). Mas de qualquer forma, achei o texto muito legal...
Acho que você acordou empolgado hoje, né!?

Carolina Xavier

Anônimo disse...

errar,se somos humanos, e simplesmente normal ,persistir ..e tolice,aprender com o erro e virtude ,assumi-lo e demonstrar carater...arrepender-se e uma benção..


por isso ,homen reconheçe o teu erro .e com ele aprenda a ser uma pessoa melhor,

pois errar e humano....


nicolas te admiro de mais ...


sua amiga mirella valdês

Anônimo disse...

É tão bom ler oq vc escreve!!
porque erramos..!!
sem o erro naum aprendemos nd naum damos valor na vitoria.
Ja errei tanto,(anos e anos d mtu erro)mais se eu naum tivesse errado naum estaria aki agr..de cabeça em pé em busk da minha vitoria..ou ate pra mais erros.
eh errando q melhoramos kd vez +..

Arthurius Maximus disse...

Concordo com vc. Nossos erros servem para nos mostrar os caminhos que devemos seguir para alcançarmos nossos sonhos.

Lili disse...

Oi tudo bem?
Eu fiz um blog esses dias e estou procurando novos amigos, gostei muito do jeito q vc escreve...
Errar realmente é inevitável...
bjus

Bianca Bittencourt disse...

É com o erro que aprendemos.. Faz parte do grande aprendizado da vida... Muitas vezes é difícil consertar o que foi feito. Todos merecem uma segunda chance para tudo. Com o tempo, tudo começa a se encaixar e os erros são apagados.
Cresça com os erros, para não repetí-los novamente.
Não esqueça que sempre poderá contar comigo ;]
bjinho

Anônimo disse...

Errar não é privilégio só seu, todos vivemos o grande e doloroso desafio, que é não cometer esse ou aquele erro. Eis o grande equivoco do criador: nos fez imperfeitos. Logo somos os que somos por natureza e não por opção...

http://genilsonweb.blogspot.com/

Tania Ingred P.Z. disse...

Acredito que aprender com o erro é o mais importante. tanto quanto se perdoar por ele, seja ele grave ou nem tanto.
Também aceito a ideia de que por que devemos viver intensamente apenas os bons momentos???
Por que os dolorosos não?? Igualmente, a um determinado valor que teria essas duas situações?
Tentativas para acertar, não deveriam ser exercidas apenas por queremos estar no caminho correto. Mas por ser aquele que no meio de tantas outras pessoas poderá olhar para o lado e respirar, ficar tranquilo. Ao contrário de outra natureza que olharia e diria "FUDEO" (desculpe o termo).

Anônimo disse...

Acredito que aprender com o erro é o mais importante. tanto quanto se perdoar por ele, seja ele grave ou nem tanto.
Também aceito a ideia de que por que devemos viver intensamente apenas os bons momentos???
Por que os dolorosos não?? Igualmente, a um determinado valor que teria essas duas situações?
Tentativas para acertar, não deveriam ser exercidas apenas por queremos estar no caminho correto. Mas por ser aquele que no meio de tantas outras pessoas poderá olhar para o lado e respirar, ficar tranquilo. Ao contrário de outra natureza que olharia e diria "FUDEO" (desculpe o termo).